Obras primas da confusão

Eu sei que a noticia, a sondagem ou lá que raio era aquilo, já foi há uns tempos… mas, na altura não escrevi nada sobre isso e agora vem a propósito porque, um obra prima da confusão, enquanto eu fazia o que os homens não gostam de fazer, que é esperar à porta das lojas de gajas, enquanto as mulheres fazem as compras, não se calava com a merda da tal noticia ou sondagem ou lá que raio era aquilo, que o jornal SOL, aqui há atrasado publicou, e, despuduradamente afirmava; que a haver erro, era por defeito.
Dizia o obra prima da confusão que, quanto a ele, eram muitos mas muitos mais, os que queriam que esta merda de país fosse absorvida pelos espanhóis, pois só assim, os portugueses podiam aspirar a uma vida melhor. (palavras textuais desse caridoso ser humano, que falava muito a sério)

Dizia então esse jornal, segundo me recordo que; 27% dos portugueses estariam de acordo com a absorção de Portugal pela Espanha e eu, talvez por ser obviamente estúpido, não entendo uma merda dessas.

Eu sou um republicano que felizmente não sofre do estigma das monarquias absolutistas de 1700 e, por isso, nada me custa elogiar as actuais monarquias espanhola ou luxemburguesa, onde a figura do Rei é de rara capacidade nas relações humanas, porque sou, mesmo com todos os seus defeitos e acima de tudo, um incondicional apoiante da democracia. Por isso não tenho preconceitos sobre os referendos, ou até, em discutir o tal artigo da Constituição da República que exclui a opção do sistema monárquico.

Provavelmente terá (o obra prima da confusão) ouvido falar na globalização e até que a Europa caminha para a união na diversidade cultural, mas daí, a querer entregar o comando ou a representação do que é nosso à Espanha; puta-que-pariu… que a história bem nos ensina e por isso aconselha os que pensam um nico, que já antes assim se iniciou; primeiro com a esperança, que deu lugar à angústia e que resultou na inevitável rejeição de tal solução e portanto, este cruzar de influências, deve sim reforçar o melting pot e a identidade portuguesa.

Infelizmente, estes tipos de sociologia simples, devido a terem puxado muito pela cabeça, estão longe de ser sociologicamente coerentes, caso contrário, veriam as águas poluídas que no verão chegam pelo Guadiana à barragem do Alqueva, veriam como eles impunemente destruem as nossas reservas marinhas com as suas frotas pesqueiras, veriam a cooperação do mercado espanhol aos nossos produtos e serviços e, depois, aqueles que por incapacidade não conseguissem calcular as consequências de tal acto e ainda pensassem que; sendo nós parte de Espanha, esses problemas se resolveriam, perguntassem aos bascos, perguntassem aos catalãos e perguntassem aos galegos, o que pensam dos castelhanos mandarem nas suas terras há séculos?

felizmente, tomara Espanha resolver os problemas dos movimentos independentistas que têm, a querer arranjar mais alguns… mas nós, temos que aguentar esta cambada de obras primas da confusão que, no encosto de um qualquer corrimão, para além de nos exporem ao ridículo dessas noticias, sondagens ou lá que raio era aquilo (que muito devem ter feito rir lá por terras de Espanha), assumem alto e em bom som como se falassem para a posteridade, que gostavam de ser “comidos pelos espanhóis” (para não fazer uso do vernáculo e dizer outra coisa que bem mereciam).

Valha-nos o futebol, que é o único sitio onde estes inanes e outros também, aprendem o Hino Nacional e, se o nosso problema, for de manifesta falta de estaleca para governar, então, que se recorra ao outsourcing e se contrate um alemão com provas dadas ou até um irlandês, para vir fazer umas horas.

23 comentários:

amadis / pintoribeiro disse...

Fico pelo alemão. Bom dia,

sonia r. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Josefa Pacheca Pereira disse...

O Kamarada anda mesmo Zangado connosco, depois diZ que não. Não me diga que gosta de ratos?

Rui Martins disse...

comosabe, não defendo a simples absorção de Portugal por Espanha (i.e. Castela), mas algo de completamente diverso... Nomeadamente a fusão ou re-união entre Portugal e a Galiza, como primeiro passo da fundação do Quinto "Império" de Agostinho... Nada tenho a opôr a uma federação ibérica, que coloque Madrid e a perniciosa, arrogante, centralista e imperialista Madrid no seu devido lugar de simples capital entre várias capitais de nações ibéricas...

Por isso... Sim, serei "iberista", mas de forma diversa daquela que era sugerida por essa sondagem da Sol (e por outra semelhante publicada em Espanha pela mesma época)

Isabel Magalhães disse...

Olá Pires F;

É sempre um prazer passar por cá e hoje de forma redobrada. Vim agradecer os elogios com que tem distinguido o meu trabalho, nos caminhos da blogosfera e encontro este excelente artigo.

Não li a tal sondagem - nunca li o SOL, (não tenho €€€ para jornais, leio apenas algumas edições on-line) mas como 'monárquica liberal' eheheh! venho dizer que não quero fazer parte da Espanha. A menos que a CAPITAL SEJA LISBOA! :)))

Agora, e para separar convenientemente as águas, nós perdemos o comboio e eles fizeram 'coisas' com os dinheiros da Europa.

Fica um abraço e um beijinho.

a rasar o ceu disse...

:)))))))))))))

______________

a lucidez. dezembrina?


_______________


sempre.


beijo.

Outsider disse...

Esse obra prima da confusão, está a pedir para ser defenestrado... Ele acha que ia ficar muito melhor sob o dominio dos Espanhois, pois que pergunte aos galegos e catalães o que eles pensam de Espanha. Aí ficam logo a saber como é bom ser Espanhol. Esse senhor concerteza não se lembra, ou nunca teve aulas de história, que já experimentamos isso e a coisa não deu muito resultado... Por isso é mandar o gajo pela janela!!!

Meu caro amigo, sofro contigo, por esse verdadeiro calvário que é andar atrás das mulheres num shopping...

Um grande Abraço.

mfc disse...

Tás a ver... tenho uma opinião muito diferente das espanholAs!!!!

Teresa Durães disse...

ahahahahhaahaha

exactamente a minha maneira de pensar!!!!
excelente post!!!!


boa tarde!

ROADRUNNER disse...

Esses tais 27% podem arrancar para Espanha que agora já não há fronteiras! Ignorantes, Camurços, Tertulhos, Barrascos mesmo, ou melhor TRistes, Pobre Coitados, IGNORANTES! Se soubessem um pouco de história e que provavelmente muitos dos seus antepassados deram a vida para manter este cantinho independente nunca diriam tal coisa. É gente que a única coisa que conhece são os D'zert, o McDonalds e as telenovelas das privadas! BRUGÊNCIOS! Ainda por cima a Espanha, um país sem identidade cultural, uma amálgama mal feita de regiões autónomas que se pudessem (essas sim!) já tinham virado os costados a Espanha há muito tempo. Perguntem mas é aos Galegos se preferem ser espanhóis ou portugueses. E perguntem também aos Catalães e aos Bascos qual é o significado de Espanha para eles.
Tenho dito!
Saudações!

tb disse...

Deixa lá, amigo não te amofines. Isto cada um é livre de dizer o que quer. Eles que vão para lá que nós ficamos por cá.
Aionda bem que ñ faço ninguém esperar por mim nas compras...eheheh
Grande abraço

Klatuu o embuçado disse...

Você tem é que descontrair o músculo... enquanto espera:

LET'S PSYCHO!! :)

Psycho Charger, «Operation Psycho»,
Shot live at the «Las Vegas Rockaround»:
http://www.psychocharger.com/OpPsycho_Vid_FINAL.mov

Kaotica disse...

Não querendo lançar mais confusão, peço-te que vás lá ao estaminé do Pafúncio ver se posso (e devo) fazer o post que fiz a avisar da 5ªedição. Vê se o link do canto dos contos está bem pois estou sem ter a certeza. Prometo que não te deixo ficar à porta :-)
O conto já está no draft pronto a publicar à hora; isto da primeira vez foi coisa que nunca me agradou... dá cá um stress não saber se estou a fazer tudo mal!
Bom dia D.
Abraços!

Josefa Pacheca Pereira disse...

Nós vivemos num mundo de confusão.

Abraço.

Anónimo disse...

eu voto no alemão. Já. Rápido, que não há _para uma revolução, mas que este povo, calado, cego, comodista, mas também zangado, farto, desesperado, precisa de um estalo, de um acordar. Já. Urge. Manifestamente estamos sem leme.

amadis / pintoribeiro disse...

Agora não há caixas...hum...boa noite K'mrd Pires, abraço,

Era uma vez um Girassol disse...

Não sei que escolher: se o alemão, se o irlandês...Mas parece-me que de um ao outro venha o diabo e escolha...
O nosso problema é a governação, sim senhor...mas não podemos esquecer os outros: corrupção, vigarice, malandragem, preguiça, falta de visão e organização...
Quanto ao resto estou de acordo!
Bjs

A.J.Faria disse...

Interessante texto.
Um abraço!

sa morais disse...

Pois, há por aí os tais 27% que preferiam ser espanhóis, assim, simplesmente... Vamos sempre à solução mais fácil e comoda!
Também há dias em que sinto náuseas! Basta olhar em redor... O "sistema" deste país cheira a podre, é rançoso, caduco, tem barbas de mofo! Andamos mergulhados em guano até aos joelhos, desgovernados por gerações de intestinos, cuja sorte foi terem-se sabido aproveitar desse mesmo sistema, tornando-se parte dele... Somos lixados, desaproveitados, vitimas de vígaros, burlões, incompetentes, etc,etc... Pois somos e dá raiva!
Mas ser espanhol?! Não obrigado!Uma das coisas que conseguimos fazer bem na nossa história foi termos sempre conseguido ( contra as probabilidades ) manter a espanholada longe! E não me apetece deitar na pia do esquecimento todo o sangue que dezenas de gerações deram para que sejamos um país independente. Portugal foi um sonho que se cocretizou! Melhor ou pior, é o que temos! Temos de esquecer as soluções fáceis ao bom estilo materialista português e encarar o que temos e os nossos problemas! Só somos 10 milhões? Os mesmos que a Suécia... Somos pequenos geograficamente? Quem acha isso deve sentir claustrófobia na Holanda!... Podemos ser muito mais! Sem precisarmos de nos vender a ninguém!

Abraço!

Mendes Ferreira disse...

um drama....o meu.

fui ao Blog da Princesa Beatriz....dizer-lhe """Princesaaaaaaaaaaaaaa:


tinha perdido o teu canto....mas ainda bem que me indicaste o caminho. de novo...

para meu renovado prazer....

(aonde irás parar ...quando o tempo te passar? nem imagino Beatriz...)

Tens tudo.


mas acho que já o havia dito há muito muito tempo.


enorme abraço.



(piano)...""""
mas


nada....nã consegui inscrever-me....o blog não me aceitou....~teimosa fui à sua Rua para deixar lá o comentário (...) zero zeríssimo....não entro outra vez...

e eis-me aqui....em desespero... pedindo socorro e desculpas...:)))



_____________beijos.

vou-me.

Um Poema disse...

Ele há cada anormal. Mas donde sairam os iluminados, de espinha servil, para virem agora querer convencer-nos de que em Portugal abundam 2ªs vias (mal amanhadas) de Miguel de Vasconcelos?...
Monárquico, ou republicano, estou-me nas tintas, desde que seja português legítimo, ou melhor, original.
Obrigado pela visita.
Um abraço

Lord of Erewhon disse...

__________FELIZ NATAL__________

____________$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
__________$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
________$$$$___$$$$$$$$$$$$$$$___$$$
______$$$$______$$$$$$$$$$$$______$$$$
____$$$$$________$$$$$$$$$$________$$$$
___$$$$$__________$$$$$$$$___________$$$$
__$$$$$____________$$$$$$____________$$$$$
_$$$$$$____________$$$$$$$____________$$$$$
_$$$$$$___________$$$$$$$$$___________$$$$$$
_$$$$$$$_________$$$_$$$_$$$_________$$$$$$$
_$$$$$$$$______$$$$___$___$$$$______$$$$$$$$
_$$$$$$$$$$$$$$$$$___$$$___$$$$$$$$$$$$$$$$$
_$$$_$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$_o$$
_$$$__$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$__$$$
__$$$__$'$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$__o$$$
__'$$o__$$__$$'$$$$$$$$$$$$$$'$$__$$_____o$$
____$$o$____$$__'$$'$$'$$'__$$______$___o$$
_____$$$o$__$____$$___$$___$$_____$$__o$
______'$$$$O$____$$____$$___$$ ____o$$$
_________'$$o$$___$$___$$___$$___o$$$
___________'$$$$o$o$o$o$o$o$o$o$$$$'
______________'$$$$$$$$$$$$$$$$$$

JAJAJAJAJAJAJAJAJAJAJAJAJAJA!!!!!!!

Viva El Rey!

João disse...

Sinto vergonha de ser português sim quando vejo que 28% de nós preferiam ser espanhois..pfft..