Canalha Miúda (breve episódio das férias)

A cena decorre no Sul do País, numa esplanada como já há poucas (perdoem-me o saudosismo), completamente ensombrada por grandes arvores.
Os personagens são o empregado e dois familiares meus e, a protagonista, é uma rasteirinha doce de quatro anos. O ritmo é o de férias, suave, como deve.

O empregado, solícito, espera a finalização do pedido.

A mãe, virando-se para a rasteirinha doce de quatro anos, pergunta:
- Queres um “Ice Tea” de manga?
- Sim!
Olhando o empregado, a mãe termina o pedido:
- É também um “Ice Tea” de manga!
Nisto, a rasteirinha criatura de quatro anos, roda a carola loira, encara o empregado e subvertendo os princípios hierárquicos, qual “franco-atirador” (comas hesitantes), complementa:
- Comprida!

Após uma fracção de tempo necessário à assimilação do singular complemento, o solícito empregado, com manifesto senso de humor, perde a compostura e resgata lá dos confins uma gargalhada que os presentes acompanham.
Claro está, como “bloguiano”, pensei: Ah, tão giro!… este tema dava um “post”. Enfim…
Deixo-vos com um aforismo de Pamuk: “Só os idiotas são verdadeiramente inocentes”.

31 comentários:

Anónimo disse...

irresistível.

manga comprida????

é. só mesmo à sombra das árvores que o tempo levou para o país dos idiotas....no contexto de quem tem ideias tem país....enfim, nada como os aforismos, sejam de Pamuk ou de outro fazedor de metáforas.

as cabecinhas infantis são o melhor do mundo. surpreendentes gaiolas com pássaros de ouro dentro.

fez bem. fez bem em nos contar esta inocência. faz bem. faz muito bem à alma.

sem comas hesitantes direi que é um prazer passar por aqui.

biazinha disse...

JAJAJAJAJAJA!
Delícia de história!
Não há inocência neste mundo. LOL!
Beijinho.

heretico disse...

Maravilhosa criança! tal qual a Alice subvertendo a linguagem...

abraços

Bill disse...

E muitos por cá, passaria com um sorriso frio no canto da boca (=

Pequena ligeira... E meu amigo atento (=

Doce lembrança.

Grande abraço.

[s]s

DML disse...

Ja Gil Vicente no seu Auto da Barca do Inferno os que tiverem direito a ir para o ceu, foi o tolo... e os soldados que morreram no campo de batalha..

Abraco :)

sp disse...

lembrei-me da inocência e do pecado.
qual
será a flutuação?

um abraço.

Xavier disse...

lembro que lá no quintal da casa da minha infância tinha um pé de manga comprida e um de manga redonda.

voltando e lendo.
um abraço, meu caro.

Alê Quites disse...

Salve Pamuk!
Beijos

isabel mendes ferreira disse...

pois.

"surpreendentes gaiolas com pássaros de ouro dentro." _________plagio. do seu comentador anónimo/a.
as cabecinhas infantis. a subverterem todo o lastro dos adultos. a serem os enormes e mais puros contadores de "estórias".


afinal toda a inocência será castigada ou premiada?
:)

Por mim premeio com folhas de ouro a árvore do sul e o seu momento manifestamente "frondoso"....:)

afinal é assim que a transparência fica à mercê do humor.

.
gostei muitoooooooo da manga comprida. assim em tarde de verão. protege-nos do cinzento que virá...:).


bom regresso J.

________são sempre outras as paisagens que vemos nos olhos de uma criança___________.

isabel mendes ferreira disse...

SPORTINGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG

!!!!!!!.





:)))))))))))))

C Valente disse...

pequena mas sabe o que quer
lindo
Saudações amigas

Maite disse...

Caro PiresF

Este post não é inocente :) (estava eu aqui a pensar com os meus botões)

Mas olhe que "a rasteirinha criatura de quatro anos" é uma expressão deliciosa :)

E afinal ela tinha razão. Não queria o ice tea de manga redonda, prontus. Ela lá devia ter os seus motivos :)

Um abraço, uma excelente noite para si e bem vindo seja

Nina disse...

=D

Linda, linda!

Ela é espertinha! Eu adoooro Ice Tea! Mas de manga nunca provei, acho.

=)

Feliz volta! Bom saber que aproveitaste, e que o descanso rende frutos aqui.

=****

A Senhora disse...

Essas histórias são deliciosas! Igual manga comprida... Guarde todas, que vem mais! :)

Mié disse...

É bom vê-lo do regresso das férias.


delicioso!!

pois...já nem as crianças se salvam :))

Um beijo

TCHI de Tchivinguiro disse...

As crianças são anjos que dão cor à vida.

Oliver Pickwick disse...

“Ice Tea” de manga. Tem certeza que esta rasteirinha criatura tem apenas quatro anos? Ou então, estamos ficando velhos, prezado Pires F.
Pelo visto as férias lhe fizeram bem.
Um abraço!

Bandida disse...

:)))))

delicioso!! genial!!


estamos bem?


beijo

Graça Pires disse...

Adorei a "rasteirinha de 4 anos"...
Um abraço.

JúliaML disse...

e eu ri aqui e não esperava fazê-lo :-))

tb disse...

e que bom é ser verdadeiramente idiota, ou será inocente verdadeiramente? :)
Pude sentar-me na cadeira ao lado e apreciar condignamente a cena. rir com eles e com a manga... comprida em tempos de Verão!
Depois de uma semana ausente, também voltei para ler com prazer!
grande abraço

Lyra disse...

Lamentavelmente não me tem sido possível visitar este blog com tanta assiduidade quanta ele merece e que eu gostaria.
Fica, no entanto, a promessa de um regresso em breve para uma leitura pormenorizada.

Até lá ficam os desejos de tudo de bom e um excelente fim de semana.
Beijinhos e até breve.

;O)

Mar Arável disse...

Uma das funções dos filhos

é educarem os pais

Belo apontamento

SILÊNCIO CULPADO disse...

Piresf
Um post muito interessante pois através de um episódio brejeiro termina com uma verdade inquestionável: só os idiotas são verdadeiramente inocentes.

Nunca me tinha lembrado disso mas concordo.

Abraço

sp disse...

:)

pois:

isabel mendes ferreira disse...

exmo senhor espreitador. venho por este meio :) solicitar a v.exa. que se digne voltar a postar....


ke koisa.


venho aqui todos os dias na expectativa de ler mais da sua prosa sábia....e rien de rien....

não é justo.

os seus leitores aguardam!!!!


eu também.


beijooooooooooooooooooooo!!!!!

TCHI de Tchivinguiro disse...

Obrigada pela dica.

:)

.................

E, já agora, subscrevo o que diz a Isabel Mendes Ferreira, acima.

Aguarda-se novo post.

:)

isabel mendes ferreira disse...

ora nem mais!

TCHI!



__________________.


:)


ainda o mesmo?



bom....

Jorge P.G disse...

Não posso deixar de rir perante a resposta ladina da "rasteirinha". Os miúdos espertos têm esse poder fantástico de serem precisos e sintéticos.

E se o aforismo de Pamuk refere que só os idiotas são mesmo inocentes, ele até terá razão porque esta frase da "rasteirinha" de inocente tinha apenas a franqueza simples das crianças.
Ela sabia bem o que queria!

Um abraço, ainda a sorrir.
Jorge P.G.

Betty Branco Martins disse...

.querido Pires





.cheguei!!!_______das minhas férias:)


obrigada pela visita.e pelo carinho da leitura.e.da.palavra


.agora é só mesmo um___olá!
volto mais tarde para ler e comentar








beijO_____C_____carinhO

Aníbal de Sousa disse...

Pires!

Não penses que não te tenho lido.
Estou cada vez mais surpreendido com os teus progressos liguístico-narrativos.

Um abraço

Aníbal