Nova Águia – A gestação de algo realmente importante


Quando dias atrás fui alertado por um bom amigo e ex. colega, que faz parte do Conselho de Direcção deste novo projecto, já o seguia fazia tempo com interesse e, confesso, a emoção de assistir à gestação de algo realmente importante no meio cultural português e neste Portugal onde nada acontece que marque o real, que o transforme e o abra como diz José Gil que, penso ser a alternativa ao esgotamento que se advinha da actual civilização economicista, dominante e global, tendo por base o pensamento português na forma que Agostinho da Silva o pensava, multicultural e sem imperialismos, no conceito de uma Pátria abrangente contra o de Nação: […]à maneira portuguesa de ser. […]daquela gente que foi tocada por esta pintura, com que se apresentam formas várias, por toda a parte. E, como diz Paulo Borges: à escala da dimensão lusófona, planetária, pondo-se ao serviço de ideais generosos, universais.
Daí a minha profunda satisfação e deleite em acompanhar o que pode, e se espera venha a ser, um importante movimento de transformação de mentalidades, a exemplo do que aconteceu no século passado com movimentos de cultura e filosofia lusa que deram origem a publicações como a Orpheu e a Seara Nova. Aqui encontramos a base daquilo que se vai seguir e que, se prevê, seja um novo e importante motor do debate de ideias neste inicio do século, devido à transversal crise da sociedade civil onde o reinante “brandos costumes” leva à anestesia e massificação das consciências.

Falo do projecto de renascimento da revista “A Águia (1910-1932)”, que marcou o meio cultural português no inicio do século passado, sob o novo nome “Nova Águia” que, pode espreitar aqui.
A coragem de fazer renascer uma corrente que teve por trás nomes como; Fernando Pessoa, Agostinho da Silva, Teixeira de Pascoaes, António Sérgio e Jaime Cortesão entre outros, alavanca na envergadura intelectual dos 40 elementos que constituem o Conselho de Direcção e 100 do Conselho Geral que se propõem levar a cabo tamanha, mas desde já credível tarefa, sob a direcção de Paulo Borges, Celeste Natário e Renato Epifânio.
A revista Nova Águia, pelo que agora se anuncia, será semestral, e o primeiro número só sairá no final do primeiro semestre de 2008 o que me deixa simultaneamente ansioso e descontente; ansioso por não ver chegar o dia de cheirar e absorver tal publicação e descontente com a sua espaçada (tão espaçada!) periodicidade.

Recomenda-se vivamente a visita a este espaço.

16 comentários:

isabel mendes ferreira disse...

Espero escuto devotadamente. o voo da nova águia.



estive lá.



obrigada.



beijo com beijo.

Anónimo disse...

kkkkkkkkkkk
Olá PiresF…
Mais um amigo? claro!..

Klatuu o embuçado disse...

Um projecto importantíssimo e o renascer de uma Esperança!

Bom Natal para si e família, amigo Pires!
Abraço.

Bill disse...

É bom ver a esperança de tempos ressurgir, de saber que aquela fogueira que parecia apagada ainda guardava uma brasa e dela uma nova chama...

Que seja um sinal de muitas e muitas melhoras...

Vou la visitar o link.

[s]s

JOY disse...

Boas,

Não conhecia esta publicação reconheço mas ao ver que Agostinho da Silva de quem sou admirador esteve ligado a ela despertou-me a curiosidade para conhecer o resurgimento desta publicação e achei bastante interessante .

JOY

Bill disse...

Salve salve (=

E eu ganhei o dia com seu comentário (=
Muito bom.

[s]s

SILÊNCIO CULPADO disse...

É com enorme satisfação que tomo conhecimento que vai ressurgir a Águia. Vivemos num período de niilismo de valores, de cultura e de convicções. Espero que a Águia nos traga a possibilidade de alguma construção.
Virei aqui, assiduamente, recolher informação.
Um abraço natalício

Gi disse...

Interessantíssimo o projecto já estive a ler o blogue, será que vamos ler alguma coisa do PiresF no 1º número? Os comentários mais interessantes serão publicados ...
fico `espera :)

Boa Natal , extensível à família.

Tudo de bom, obrigada pela companhia .

tb disse...

Que bom que temos a esperança que o novo ano nos traga algo novo ou renovado.
Fui lá!
Meu amigo, sim tenho andado talvez um pouco distante das letras, mas não dos amigos que não esqueço.
Grande abraço e Festas Felizes

Norah disse...

Boas Festas

Bom ano de 2008.

Cpts

N.

Desambientado disse...

Há brilho nos pinheiros,
Como candeeiros,
Para imitar as estrelas,
As cores não são delas:
São escapadelas,
Fugazes e belas.
Que tragam:
Um Feliz Natal
Descomunal…

Félix

Fuser disse...

Meu espreitador

O Novembro volta trazendo um extraordinário sucesso da Música Popular Brasileira.
Espero que aprecies.

Beijos

Fuser

Nina disse...

Que a Nova Águia conquiste os céus do pensamento contemporâneo - de Portugal para ganhar o mundo, que hoje em dia é tão pequeno, né?

Ah! Obrigada pelos parabéns! Que seus desejos pra mim se tornem realidade, hehe!

Feliz Natal!!!

=)~

hora tardia disse...

Meu Amigo "especial" porque a vida tb é esta viagem....deixo-lhe o mey melhor "caminho"....inundado de flores brancas....e a minha atenta ternura.


sempre.


(obrigada)


os votos estendo à família!


______________________

até logo.


beijo. que seja tudo Bom.

Nilza disse...

Esbanjando cultura se blog dá se recado muito bem.
Grata pela visita e voltarei mais vezes.
beijos

NINHO DE CUCO disse...

Feliz Natal e próspero Ano Novo para ti e todos os teus.