Nem sei porque me preocupo com o left e o right dos auriculares se o som é sempre igual.

Isto a propósito do tal contratinho de 99 anos, já que, quando penso (coisa que faço com alguma leviandade) que o Sócrates está a falar verdade, vem o Louçã com aquele feitio peculiar (achincalhante?), desnudar o percurso estético do homem só para me desiludir e castigar.
Conclusão: são tantas, que já não sei se o Sócrates simplesmente mente ou se, mente simplesmente, só encontrando paralelo com os lugares que descubro para estacionar o carro e, vai-se a ver, são sempre entradas de garagens.

4 comentários:

Anónimo disse...

hum hum...digamos que a música é sempre a mesma....

nós é que temos de "bailar" ao som
dos tambores da mediocridade instalada....

será?


_______________bom dia.

à esquerda e á direita..:)


________________abraço.


/piano.

Bill disse...

E tudo como uma casa de espelhos, quando a verdade se mostrar mais limpa e clara... Quebra-se mostrando que não o era...

Gostei demais do paralelo (=

[s]s

Odysseus disse...

Conclusão: Portugal sempre igual o mundo tal e qual.

Cumps

Nina disse...

O som é o mesmo, mas curiosamente a anatomia dos nossos ouvidinhos se favorecem pelas letrinhas, hehe.

Descobri que o meu "left" tem uma pontinha que me mata de dor, e se ele vai para o "rigth" o machucado triplica.

=P