Um post que no fundo, no fundo, podia ser pior.


Se hoje o dia tivesse amanhecido sob uma forte intempérie, ou vá lá, pelo menos uma chuvita a momentos forte, isto faria sentido:

De chávena na mão estanco o passo junto à janela e com o olhar desafio a intempérie que faz das suas lá fora.
Em calhando, hei-de anotar no meu caderno de capa cinza cartonada, os mornos sonhos das manhãs de inverno.


Assim, como o dia amanheceu com o despontar de um sol mais ou menos radioso, mais para mais do que para menos, e nenhum destes requisitos foi preenchido com o recurso a psicotropicos, limito-me a referenciar, o que é uma coisa decente, e já agora aconselhar, o que já é coisa da esfera pessoal mas que me satisfaz, a leitura deste post do Bill que, teve a sorte, ao que parece, de por lá estar a chover.

… no mínimo dos mínimos e quase que posso jurar, o sol andava escondido.

11 comentários:

hora tardia disse...

:))))))))))))))))))))))
__________________primeiro aqui.
depois lá irei...ao Bill.

agora só para clarear o resto do dia...com todo o sol.


e um enorme sorriso.


em tempos de vindimas...
:)))

beijo.

tb disse...

É bom vir até cá e entrar gente em casa... :)
Vou ver o Bill.
Abraço

hora tardia disse...

já fui.



e gostei.


bastante.



grata.

legivel disse...

... as palavras que se lêem por aqui fazem sempre sentido. Por isso, espreito-as sempre que tenho um tempinho, esteja um sol radioso ou chova a cântaros.

abraço amigo.

Bill disse...

Caro amigo...

Por aqui o céu está lindamente cinza, com uma suave brisa fria, a chuva ronda os cantos, como se esperasse a hora certa de beijar o chão...

Já suas palavras, amigo, sempre fico encantado (=

Que o sol brilhe... Calmamente...

Grande abraço.

[s]s

Bill disse...

Rá!

E claro, obrigado pelo link x)

[s]s

isabel mendes ferreira disse...

n�o sei...:(((((

________
o que acha?????


__________
sim?


___________

beijo.


e obrigada.


gostei que tivesse sido o l�.

Rui disse...

- 112.
- Queria saber o tempo que vai fazer.
- Como disse?
- Que tempo vai fazer amanhã...
- O senhor ligou o número de emergência para saber o tempo?
- Não me apetece sair de casa e a minha televisão não tem teletexto.
- Este número não é para brincar...
- Mas quem está a brincar? Aliás, isto é uma emergência.
- Com licença...
- Espere lá, é que eu tenho um blogue e apetece-me postar alguma coisa. O problema é que só me dá para a inspiração quando está nublado.
(estática)

PiresF disse...

Clap, clap, clap, clap amigo Rui, pela honra que me dá em ter aqui, uma mostra do que é uma imaginação brilhante.

Tivesse eu arte para o acompanhar e já lha teria retribuído.

Bem-haja.

Bill disse...

Acertou amigo...

Por aqui o sol castiga, quente demais para desvendar letras...
Esse comentário do Rui simplesmente perfeito, sigo a risca hehhe

MAs para mais tarde estarei preparando a sexta poética x)

[s]s

isabel mendes ferreira disse...

para quando tiver tempo....


:)

e se....


(www.poesiaerotica.com.pt)

________________

está tudo bem?


beijo.