Coisas da bola




E Mourinho, depois de um derradeiro confronto com Abramovich sai do Chelsea, onde, deixa dois campeonatos de Inglaterra, duas taças da Liga, uma supertaça inglesa e a tão cobiçada taça de Inglaterra. É para já rendido por Avram Grant, embora se fale no nome de Juande Ramos que no mês passado e por esperar um convite melhor, recusou uma oferta do Tottenham.
Ainda que não se vislumbre o futuro clube de Mourinho, desconfio que, por esta hora mais coisa menos coisa, os dirigentes do Barcelona estarão a fazer contas para contratar o “Special One” embora, para as bandas da luz e por se acharem o eixo do planeta, algumas vozes reclamem já a sua contratação.

E lá saiu o castigo de Scolari; suspensão por quatro jogos e €12.000 de multa. Admito que não esperava tanto.

Nota: O amigo agricultor que não acatou o meu conselho de parar com as reviengas (de pouco refinamento técnico, diga-se) na anterior caixa de comentários, e despuduradamente decidiu manter a bola continuando a sachar a horta, terá daqui a mais um bocadito e em forma de post, a oportunidade de saciar a sede e de poder jogar à rabia.

3 comentários:

zé da quinta disse...

Ui, ui, já estou cheio de medo.

Viva o Benfica, o maior clube do mundo.

Bill disse...

No fim quem saiu perdendo com isso foi o Chelsea já que Mourinho é sem duvida alguma um dos melhores treinadores da atualidade...
Mas não há se ficar sem clube por muito tempo...

Quanto ao castigo do Scolari, realmente um exagero...

[s]s

O pensador disse...

A saida de mourinho do chelsea foi perfeitamente previsivel,mas já não posso dizer o mesmo do castigo do scolari.

Na minha opinião o castigo não foi exagero nenhum,olhando para as responsabilidades de quem era suposto ser na equipa, um exemplo na area da disciplina.
Se calhar até foi pouco!

Receio que quando o scolari deu um soco ao sérvio,houve pelo país inteiro,muitos jovens que aplaudiram o gesto dele.

E com isso digo tudo..