Outros ventos

Sem tempo para agir e sem vontade para renunciar.
É este estado de indefinido rumo a que me encontro preso no fio invisível que une todas as coisas indizíveis e onde, a esperança apesar de tudo se mantém essencial, embora, plácida e frugal.
À priori não se trata de insanidade e, por isso, se entende que o quadro clínico é reversível, já que, a constatação do facto é racional não necessitando de leitura peneirada, especial ou peculiar, da qual se deve guardar asséptica distância a fim de manter o mais longe possível, o contraditório cansativo no subterfúgio dos pormenores que no seu corolário aqui conduziram.

Com parcimónia de meios e sem mais delongas, até já, que bem pode ser amanhã ou depois. Quem sabe o futuro?…

Por enquanto, fiquem com Quinto Horácio e “Arte Poética”

"Há quem discuta se o bom poema vem da arte se da natureza: cá por mim, nenhuma arte vejo sem rica intuição e tão-pouco serve o engenho sem ser trabalhado: cada uma destas qualidades se completa com as outras e amigavelmente devem todas cooperar. [...]"

Nota a propósito de qualquer coisa que nem eu sei o quê, por isso, digamos que é uma nota de mero acaso.

Hoje foi dia de dentista. Dentista nova, também ela tão nova que se a visse na rua lhe daria entre 18 e 20.
Cá vai a conversa abreviada:

- Não sôtora, não quero isso. Cheguei à conclusão, sem pretender necessariamente qualificar quem me tenta convencer, que de tão caro é um roubo.
- Então tá bem… temos várias hipóteses mas só vou considerar as melhores quatro para o seu caso: Hipótese A: a que você não quer e de que eu não abdico como sendo a apropriada. Hipótese B: tal e tal só para manter as coisas aceitáveis enquanto você decide avançar para a hipótese A. Hipótese C, tal e coisa, coisa e tal, resolve para já o problema, mas mais tarde vai ter de considerar a hipótese A. Hipótese D: Ok resolve, mas vai andar o resto da vida com problemas que com a hipótese A nunca terá.

- A sôtora até parece estar a jogar à rabia, mas se a D resolve… quanto custa?
- Não digo e vou-lhe marcar já uma consulta para o director clinico.
- Para quê? Nem o conheço…desiste assim?
- Não! Precisamente por isso.
- Já reflectiu sobre democracia e totalitarismo?
- Já e também já fiz importantes reflexões éticas.

Nota com propósito a propósito disto: Enquanto Friedman, colocava a liberdade económica à frente da liberdade política, a sôtora, coloca os meus dentinhos à frente da minha liberdade de decisão. Mas é para bom fim.

Directo para a farmácia: Outra miúda como a primeira que, no fim de aviar o receituário sem que eu proferisse palavra, excepto o boa tarde inicial, diz:

- Estão aqui dois medicamentos comparticipados e dois que o não são, tirei fotocopia da receita que vai junta com a factura para dedução nos impostos e os medicamentos vão com esta etiqueta com a prescrição que a doutora colocou na receita. Mais alguma coisa Sr Pires?

Nota tipo rodapé: Ainda ontem li numa revista, um professor de Harvard que garantia, estar a despontar uma nova geração de gajas cheias de estaleca a que ele chama de geração Alfa; bonitas e com uma data de neurónios que vão pôr, nós os gajos, às aranhas.

Mas claro, isso é lá pelos EU. Em Portugal, já andem aí.

37 comentários:

Lord of Erewhon disse...

Quanto à arte poética... o Pöe foi ainda mais directo, n' «A Filosofia da Composição»: toda a grande obra é filha da sua forma & os poetas puramente expontâneos são poetas incompletos.

Abraço.

P. S. Quanto ao resto... enfim!

pintoribeiro disse...

Gostei, gostei. Bom dia, abraço.

mac disse...

Éh, Éh, Éh! Eia mulheres de garra.
Pelo menos agora tens mais 1 motivo para ir ao dentista.

Outsider disse...

Se não tens tempo, não ajas... Agora renunciar, isso é que não!!! Nem pensar!!
Quanto à questão das meninas inteligentes, bonitas e cheias de estaleca, acho que te consegues safar bem... sortudo...
Um Abraço.

Rui Martins disse...

estamos muito filosóficos, hoje... Será da chuva? (por acaso, até há relação entre certos estados de Almda e o tempo e sobretudo a luminosidade)

Mendes Ferreira disse...

:))))))) dois em um-----------estonteante....

a celebração poética do imaginário.

________________


dentista?


_____________diálogo nonsense?

arte ou ironia transformadora?



_______________olá....:)))))


B.

Era uma vez um Girassol disse...

Bonito...Perdi-me um pouco nas palavras caras...
Já tnha ouvido falar nas tais mulheres alfa, um novo clone.
Multiplicam-se à velocidade da luz...Pobres homens, que será deles?
Sempre divertido...
Bjs

tb disse...

Gostei e sorri!
A arte de transformar um simples e rotineiro acto numa bela prosa!...
Abraços

legivel disse...

... escrever é isto mesmo que aqui leio: "conversar" ao correr da pena. E devo acrescentar: parece fácil mas não é.

abraço.

Anónimo disse...

eheh, nao te iludas! tambem nao e' por aqui que elas andam... so se for mesmo mesmo em harvard :p

Anónimo disse...

sempre andaram... ao volante então tem-las ao pontapé! é só prestar atenção ;)

Kaotica disse...

Será que "os gajos" andam agora mais sensíveis à inteligência das mulheres?
Será que algumas mulheres estão cada vez mais competitivas e parecidas com "os gajos" na sua agressividade de pendor profissional?

Desculpa mas eu não acredito muito nessas teorias dos alphas. Acredito mais na existência ancestral das betas
:-), nem nas crianças púrpura, nem nas diamante e nem nessas patranhices todas. Sempre houve pessoas mais e menos evoluídas.
Arte poética - para mim os melhores foram, são!, aqueles que melhor conseguém realizar a sua própria sintese entre as duas tendências. Mas se tiver que optar vou mais por Dioniso do que por Apolo; embora dê muito valor ao labor deste último, para mim a inspiração é pura poesia. Entre Álvaro de Campos e Ricardo Reis, escolho o primeiro, mas só por uma questão de gosto!
Bjos!

Bill disse...

E tu cada vez mais mágico, daqueles que achamos que conhecemos todos os truques mas sempre tem algo novo para encantar...

Eu? Fico aqui, babando e adorando tudo.

Abraço amigo.

[s]s

pianola / Sonia R. disse...

Sida, 25 anos depois. Bom dia.

Mendes Ferreira disse...

bom dia...:) "estive lá"...e sim gostei especialmente. Reconheço os lugares e a Pessoa adensada pela ironia de sempre...o Mário.
não deixei rastro porque algo me diz que não seria bem "ida"....in fact, aquele blog é execelente...já o conhecia....
obrigada por não me ter deixado sem "esta" (mais uma ) memória.
Muito bem escrita/descrita.


__________________B.

pintoribeiro disse...

Abraço,

Teresa Durães disse...

durmam durmam, quando acordarem, elas mandam....

(esta frase não é minha, é dita por uma mulher que conheço)

não é à toa que elas estão a entrar mais nas faculdades e a serem mais em todo lado.

(mas foi logo falar em dentista, bolas.... não arranjava outro exemplo? tenho de lá ir sábado...:(( )

Jorge P.G. disse...

Pois é, o tempo das meninas bonitas irem todas para Letras e das feias e caixas-de óculos rumarem às Medicinas já lai vai!

Agora, encontra-se cada médica de fazer parar o trânsito!
São a primeira medida terapêutica para os homens que as consultam.
Perante elas, um homem pensa: Estarei doente...mas não morto! E logo o ânimo se lhes levanta...

Jorge G - O Sino da Aldeia

Rui disse...

Vou-me por a pau com elas.

(agradeço as palavras que embrulhou em Papel de Fantasia)

bettips disse...

Interessante, tanto que resolvi comentar: Quando for assim...não te "prenuncies" ...nem sabes se as meninas que te falam já são as tais. E lá perdes a parcimónia ou a traquitana! Abç

pintoribeiro disse...

Abraço Pires,

Anónimo disse...

Quanto mais leio os teus escritos, mais me espanto com a tua capacidade. Deverias ser escritor, acho que és feito daquela centelha que ilumina os grandes génios da escrita.

Cumps!

Parrot disse...

:)

Gostei dessa... geração Alfa,....lembra-me coisas relacionadas com marcianos. lol
Mas agora a sério....o mundo vai ser delas...pouco a pouco, e ainda bem.

Abraço

Kaotica disse...

Estive a pensar e gajas "Alpha" em Portugal só conheço a Alexandra do José Cardoso Pires ;-) (um romance a reler!)
Passei principalmente para te desejar um bom fim de semana, apesar da chuva lá fora!
Abraço!

Isabel Magalhães disse...

'Ouvi' falar em dentista.







Vou-me já embora.




Deixo um abraço. boa noite.
I.

Clarissa disse...

Querido Pires...
Eu a querer falar contigo e tu a visitares os Instantes... :)
Pois... ainda não chegou a minha hora... tem sido um tempo de silêncio por aqui... mas tenho aprendido tanto. Às vezes é bom parar, olhar, escutar... e não é só com os semáforos ;)
Então e essa inspiração para os nossos desafios? Espero que esteja em alta :)
Quanto ao mais... só te quero reafirmar o que já sabes... a minha gratidão pela tua amizade.
Um enorme beijo, Padrinho

APC disse...

Hum... Demasiada mordacidade para eu ter gostado como gostei!...
:-)))

pintoribeiro disse...

Abraço,

Josefa Pacheca Pereira disse...

Para mim, blogue e bloguer do ano é:


Bom dia Pires.

amadis / pintoribeiro disse...

Bom dia Pires. Um abraço.

amadis / pintoribeiro disse...

Morreste, tá visto. Abraço,

sa morais disse...

Amigo Pires, andamos em onda de azares! :)

Agora vou ler o conto com a calma e atenção, que ele certamente merece.

Abraço!

pianola / Sonia R. disse...

Não gosto do Natal com férias no Brasil, idosos abandonados nos corredores dos hospitais, gente a dormir na rua. Bom dia.

Klatuu o embuçado disse...

Viu o último «Prós e Contras»?

pintoribeiro disse...

Abraço, bom feriado,

runa disse...

Recomendaram-me, este, um Amigo, e gostei.
Uma boa tarde para si.

Mac Adriano disse...

Em Portugal, sejam gajas boas ou gajos feios, o que me parece é que continuam a abundar os ignorantes. Pior: os ignorantes de hoje são bem piores do que os de ontem. Os de ontem tinham ao menos a virtude de serem ignorantes humildes. Os de hoje são ignorantes arrogantes. Claro que há excepções. Até mesmo uma agulha pode ser encontrada num palheiro.