A aristocracia de comportamentos

Uma aristocracia de comportamentos, com padrões de referência de valores ético-politicos e deontológicos.
Assim se pode definir a democracia, e estes são valores intrínsecos.

Quem me conhece, sabe que sempre me identifiquei com a esquerda politica, mas também sabe, que não renego o elogio a quem o merece, esteja em que área politica estiver.

Por isso, Marques Mendes ao tomar a atitude de afastar os candidatos, Isaltino e Valentim, é merecedor do elogio de quem acompanha com apreensão a degradação do panorama político português.
Executou um dos nobres valores da democracia: A ética politica. Passando do mero discurso retórico à prática, com grande coragem diga-se.
Assim se dignifica a politica.

Parabéns por isso.

9 comentários:

Rui Martins disse...

É verdade. A atitude de MM, (que tanto precisava de uma vitória autárquica para calar os muito agitados barões do PSD) transformou-o num "pequeno Grande homem".

E assim fica invertido o infeliz dito do "major" Loureiro em plena noite eleitoral...

Valkye disse...

Não acompanho a vida política de Portugal, mas é sempre bom saber que dentro da política partidária, ainda existem aqueles que conseguem fazer a coisa certa.

PiresF disse...

Rui!
Tu sabes que eu não gosto nada deste pequeno homem, mas a atitude nas condições em que a tomou, foi grande.
Quanto ao histérico major, todos veremos mais cedo ou mais tarde quem tinha razão.

PiresF disse...

Valkye!
Esta atitude é comparável a um Oásis em pleno deserto, e por isso o elogio que achei necessário fazer, em nome de valores que eu considero fundamentais.

Intervencionista disse...

Pois é, o pequenino foi um gigante. Já o mesmo não se pode dizer do Sr. Socrates, sendo Conselho da Amadora um exemplo vivo disto que aqui digo.

Intervencionista disse...

Ups... Digo Concelho e não conselho.

Diane disse...

Exemplos assim poderiam repercurtir aqui na política brasileira :)

PiresF disse...

Pois é Nuno, e foi pena que o exemplo tivesse de vir do Marques Mendes. O pequeno foi grande na coragem.

PiresF disse...

Diane! Este foi um excelente exemplo num país que carece cada vez mais de ética politica.