De desilusão em desilusão.

O Sr. Presidente da República Dr. Jorge Sampaio, que eu apoiei e pode-se até dizer que fiz campanha a seu favor, promulgou os diplomas do governo que reduziram as férias judiciais de dois para um mês e que também retiraram os serviços sociais do Ministério da Justiça aos magistrados, diplomas esses que estão na génese das lutas que então os magistrados encetaram.

Até aqui tudo bem, no entanto, como se verá adiante, ou o Sr. Presidente da República Dr. Jorge Sampaio deu uma queda ou eu já não percebo nada disto, o que é natural.

Ontem o mesmo Sr. Presidente da República Dr. Jorge Sampaio, na sessão de abertura do Congresso dos Juízes Portugueses, proferiu as seguintes palavras:
“Ninguém que conheça a vida forense ignora que apreciável segmento das férias judiciais constitui na primeira instância, e sem esquecer os turnos, um tempo de recuperação de atrasos de despachos de maior complexidade ou de decisões com maior fôlego”.

E mais à frente referiu-se à questão dos serviços sociais dizendo:
“A opção por uma crescente uniformização dos regimes de segurança social não exige, na sua fundamentação, que seja qualificado como injustificado privilégio um regime que tinha fundadas razões para ser instituído e mantido”.

Esta aparente contradição, quererá dizer que o Sr. Presidente da República Dr. Jorge Sampaio promulgou os diplomas contrariado?É que, nem eu nem a esmagadora maioria do povo português, que concordou com estas medidas, consegue tirar outra ilação deste discurso, e desculpem a ignorância, será que, já não existe a figura do veto político?
Que eu saiba a lei foi promulgada à primeira, não me lembro de ela ter voltado ao hemiciclo para nova votação, pelo que, ainda acho mais estranho que venha agora dizer, que afinal não concorda com o que aprovou.

Sabe-se que o Ministro da Justiça Dr. Alberto Costa estará amanhã no encerramento do congresso, como tem sido ele o principal argumentador das medidas, vamos certamente ter discurso de encerramento para os próximos dias.

5 comentários:

Gentleman disse...

Não aprecio particularmente Jorge Sampaio, mas não epserava tamanho cinismo da parte dele.
Se aprovou os diplomas contra a vontade não o devia ter feito, e se o fez não devia ter dito...

PiresF disse...

Pois é Gentleman, eu que até o aprecio conforme disse, fico profundamente desiludido.

Bill disse...

Espero que não ocorra ae o mesmo que aqui, muita confiança e sonhos jogados na lama, depois do Lula acho que confiança nunca mais.

[s]s

PiresF disse...

Pois é Bill, o pior é que parece que está sempre a acontecer, ou então, sou eu que exijo demais de um político.
No fundo eu só queria que eles fossem honestos, creio que não é pedir muito.

Rui Martins disse...

... por isso as perguntas sobre o veto ... Ora aí está quem já não vêm em Sampaio um "Sampaio", mas um "Compaio"...