Ontem foi dia de jantar em casa da Mãe, era dia de Taça UEFA e o Sporting jogava na Suécia com o Halmstads.
Início do jogo e chamada para jantar, lá se vai a primeira parte. Antes da partida para a sala de jantar, levanto um pouco o som da televisão na esperança de ouvir os comentadores gritarem os golos do Sporting.
Com um ouvido na conversa de artroses e outro no som que vinha da sala, lá fomos comendo, até que, algo se passou, e o meu filho viajou em passo rápido até à sala. Aguardei pelas boas novas, que seriam sem dúvida alguma do primeiro golo do Sporting. Tardaram estas em chegar, afinal tinha sido penalty contra o Sporting e os suecos tinham marcado, bolas,...ainda bem que não estou a ver - começamos bem começamos, vamos ver como acabamos - logo de seguida, outro burburinho e nova corrida do meu filho à sala. Regresso agora mais rápido para informar que já tínhamos empatado com um golo do Wender. Boa, este já está a render e ainda agora chegou.

Quando acabamos de tomar o café, está na hora de começar a segunda parte e lá vamos nós para o jogo, se é que aquilo que se passou na segunda parte se pode chamar jogo, pelo menos no sentido a que nos habituámos a ver o Sporting jogar, conclusão óbvia; Se a primeira parte foi assim, ainda bem que não vi. Finalmente o Deivid, lá encosta o pé e mete o segundo lá dentro, e assim ficou o resultado final, 1 para o Halmstads e 2 para o Sporting, só não percebi o que andava lá a fazer aquele gordo do Silva, mas também nunca percebi o que o Silva andava a fazer no meu clube, enfim, os dirigentes sabem concerteza mais disto que eu, logo, eu é que devo estar a ver mal.

Final do jogo, regresso a casa e, PC com ele para ver o que se passava na blogosfera, tinha feito uns comentários no 100nada e no TheOldMan, e queria ver se tinha alguma resposta, nada, não me conseguia ligar, erro qualquer coisa, telefonema para a Telepac e sou informado que os técnicos estão a proceder a uma intervenção. – Tente mais logo, OK. Ponto final, vou mas é dormir.

Hoje de manhã, sou informado por um colega meu, que perdi um grande espectáculo no debate das autárquicas, era dia de frente-a-frente na Sic Notícias, entre o mangas arregaçadas e o marido da Bárbara, e pelo que me contaram, aquilo não correu nada bem, parece até que correu mal, e de tal maneira que no final e no momento de os candidatos se despedirem, não ouve despedida, mas somente uma tentativa do mangas arregaçadas, a que o marido da Bárbara não correspondeu virando-lhe as costas zangado, deixando o outro de mão estendida. O mangas arregaçadas, espantado, olha para o entrevistador e comenta: “Não me cumprimentou. Extraordinário”. Extraordinário é favor, para além de ter sido um grande momento televisivo e que eu perdi, verificou-se que o marido da Bárbara não esteve para fazer o frete de cumprimentar um gajo, que o tentou achincalhar, e eu, que até não morro de amores pela personagem – aplaudo.

Estou farto daqueles gajos que dizem tudo uns aos outros à frente das câmaras da TV e, depois quando acaba o debate são todos sorrisos e até vão beber um copo juntos. Isso sempre me cheirou mal, e como diz a minha mãezinha, quem não se sente não é filho de boa gente, e ele ás vezes – não sei se foi o caso, porque não vi – o que apetece, é dar uns bons estalos naqueles gajos que têm a mania, que à frente de uma câmara podem dizer tudo os que lhe apetece, que depois no final fazem as pazes.
Cá por mim, só pela atitude, um a zero, para o marido da Bárbara, porque mostrou ser sincero, e mesmo podendo nós considerá-lo uma criatura desagradável, mostrou que não finge em frente das câmaras.

5 comentários:

Anónimo disse...

Boa tarde amigo "Espreitador".
De facto perdeu um grande debate de "má língua e do enxovalho", de certeza com muito mais condimento e com muito mais motivos de interesse que o jogo do seu Sporting.
Foi um debate ao melhor nível da baixaria...

JLS

PiresF disse...

O que eu perdi. Enfim...

zwatt disse...

Caro PF, penso que se tivesse assistido a este debate, não daria 1 a 0 ao marido da Bárbara. Não morro de amores por nenhum,aliás entre um e outro que venha o diabo e escolha, mas ajudou-me a repensar para quem vou dirigir o meu voto e de certeza que não é para o Filósofo. Num debate "supostamente de ideias", e não sendo nem pretendendo ser politico, penso que se devem debater dois pontos de vista de forma cordial, respeitando as opiniões de cada um dos intervenientes. O que o Candidato "Côr de Rosinha" transmitiu, foi insegurança, desconforto e falta de perfil para o cargo a que se candidata. Foi empurrado pelo partido para um cargo que não tem vocação. Aparte disso demonstrou aos Lisboetas que é mal educado (se é que isso interessa para o cargo), limitando-se a responder ou a contradizer o oponente com calúnias e enxovalhos. Mostrou neste debate a todos os Alfacinhas a tal falta de carácter que afugentou o Arqº Manuel Salgado.

PiresF disse...

Caro Zwatt, sou obrigado a reconhecer que tem razão. Já tive oportunidade de ver o debate e foi de facto uma lástima, uma vergonha.
Continuo no entanto, sem que isso o desculpe como é evidente, a achar sincera a atitude final do execrável Carrilho, que agora, numa tentativa de limpeza de imagem reboca a linda Bárbara pelas feiras desta cidade.

Anónimo disse...

Excellent, love it!
» » »