Agostinho da Silva



Foto surripiada aqui

A quem faz pão ou poema
Só se muda o jeito à mão
E não o tema.

Se perdi ou ganhei no que se vê
Não irei dizer eu mas quem me lê.


da Ulmeiro "Uns poemas de Agostinho"

3 comentários:

Sy disse...

Que poema tão bonito e tão verdadeiro !
Parabéns e obrigada por partilhar com o Mundo coisas tão bonitas !

Rui Martins disse...

Agostinho era o melhor e o último dos portugueses. Acreditava ele que o mítico Quinto Império já se havia realizado e que tomara forma naquilo que é hoje o Brasil... Caldeirão de raças, credos e gentes, verdadeiro "melting pot" muito mais multinacional e tolerante que os EUA. Contudo... Algo parece ter falhado, ou não haveria hoje as imensas bolsas de pobreza e miséria... A Utopia caminha sempre adiante do Homem, é o que é...

PiresF disse...

Ou não fosse da boca dele que eu ouvi dizer, "Portugal é o futuro do mundo".